SALTAR
M.I 21MANIFESTO: os futuros interiores da DS
Com o M.I. 21, a DS Automobiles revela os seus futuros interiores
Paris, 7 de Junho de 2023

A DS DESIGN STUDIO apresenta M.i. 21, uma das suas ferramentas de investigação, que ilustra a visão da Marca sobre os interiores do futuro.

 

Este meio de pesquisa, de uso estritamente interno, concretiza as reflexões conjuntas das equipas de design e de produto sobre novos conceitos, silhuetas originais, desenvolvimentos tecnológicos, ergonomia repensada e explorações HMI (Human-Machine Interfaces) e CMF (Colors, Materials and Finishes).

 

O manifesto é também uma ferramenta de comunicação inestimável dentro da Marca, com a engenharia e a direção do Grupo. É também um estímulo criativo para a equipa de design da DS. Ao contrário de um concept car, um manifesto integra certas restrições regulamentares, industriais e económicas para garantir um lançamento rápido da produção.

 

Com o manifesto M.i. 21, a DS partilha pela primeira vez a sua visão com o público, por ocasião da Révélations, a feira internacional bienal internacional do artesanato e da criação que se realiza em Paris, no Grand Palais Ephémère, de 7 a 11 de Junho de 2023.

 

 

"Révélations é um evento dedicado ao savoir-faire, ao artesanato cuidado e à excelência dos artesãos. Temos estado presentes desde 2019. É uma oportunidade de encontrar um público sensível à vanguarda, aos mais belos materiais, ao estilo, ao savoir-faire e ao design. É interessante recolher as impressões, sensações e comentários, como um teste em tamanho real com especialistas. A nossa participação no Révélations dá-nos também a oportunidade de transmitir o nosso apelo às criações DS x MÉTIERS D'ART, que nos permite uma projeção ainda maior."

 

Thierry Metroz, Director de Estilismo da DS Automobiles

Concebido por Thomas Bouveret - Chefe de Design de Interiores - Vincent Lobry - Chefe de Design CMF - e as suas equipas, o manifesto M.i. 21 reinterpreta os códigos dos interiores de amanhã ao serviço da arte de viajar. Centra-se, nomeadamente, em :

 

 

Luz

 

A luz contribui para o bem-estar no interior do habitáculo. Quer seja direta ou indireta, para dar leveza aos elementos e conferir uma nova dimensão aos materiais, é um protagonista importante na experiência sensorial a bordo, adaptável, inteligente e ligada ao seu ambiente. Os círculos nas portas tornam-se anéis de luz, sublimando os materiais que exibem.

 

 

Volumes

 

Numa ruptura com o passado, a arquitetura oferece mais espaço. O espaço foi libertado, fazendo flutuar o painel de instrumentos e empurrando-o para a frente. O piso foi também libertado e redesenhado, sem túnel central ou consola, e as superfícies de vidro foram ampliadas para oferecer mais espaço, liberdade e serenidade a bordo. A arrumação é inspirada no mundo do mobiliário. Este jogo subtil entre o equilíbrio dos materiais, as sensações ao tato e a distribuíção dos volumes permite toda uma nova uma sensação de bem-estar.

O som

 

Durante uma viagem, o som permite a fuga da mente. Contribui para o enquadramento estético do habitáculo. Reflete também a qualidade acústica dos interiores da DS Automobiles. O som faz parte da viagem: pode amplificar a experiência ou desaparecer para proporcionar uma forma de plenitude. Foi efetuada uma reflexão fundamental para acabar com o constante exagero de componentes nos sistemas de alta fidelidade e para economizar espaço e massa. O trabalho ilustrado no manifesto é mais gratificante visualmente e mais em harmonia com um estilo fluido e desordenado. Todo o sistema de som foi agrupado num elemento central, tornando-se um objeto emblemático através do seu design, do seu posicionamento no habitáculo e da iluminação que o acompanha.

Imersão

 

A relação entre o homem e a máquina foi repensada. Com o DS AERO SPORT LOUNGE apresentado em 2020, já tínhamos começado a pensar em interiores com interfaces menos intrusivas e mais mágicas. As informações eram projetadas sobre cetim de algodão. O desaparecimento dos ecrãs visava reduzir a sobrecarga mental e a redundância de informação. A corrida para aumentar o tamanho e o número de ecrãs é uma forte tendência entre todos os fabricantes. Mas, desligados, estes ecrãs não têm qualquer valor estético. A ideia é encontrar a tecnologia que forneça a informação esperada sem sacrificar a qualidade e a atração sensorial. Com o manifesto M.i. 21, está a ser testada uma solução inovadora, através de uma projeção num painel que pode ser opaco, para mostrar informações, ou transparente, para revelar materiais. A única concessão aos ecrãs são os das portas, dedicados às câmaras de visão traseira. O sistema é controlado por voz ou por um sistema de controlo remoto no apoio de braços central.

 

 

 

A dimensão artística

 

Um dos objetivos do manifesto M.i. 21 é ir mais longe, oferecendo uma solução personalizada, valorizada por uma verdadeira peça artística. Cada um pode torná-lo seu, de acordo com o seu gosto. A expressão artística é uma experiência edificante. A ausência de altifalantes liberta espaço nas portas. Este espaço é reinvestido para repensar certas zonas de arrumação e redefinir um espaço maior dedicado à expressão do savoir-faire. Esta zona de expressão artística não tem precedentes. Os círculos representam uma geometria perfeita e uma forma de segurança. Destacam e diferenciam o habitáculo, com uma assinatura e um grafismo fortes.